Tag Archives: Marcha das Vadias

Atrocidades do Mundo Virtual 2

9 jun

A continuação do post sobre o protesto em relação a marcha das vadias no facebook surgiu justamente por a imagem ter voltado, bom, digamos que voltou em uma nova versão…

Ah, e o lado tranquilizante é que não apareceram os comentários absurdos novamente, apesar de ter quase a mesma quantidade que anteriormente. E desta vez temos o print!!! yeah!

Com vocês… a famigerada imagem!

e o desabafo não fecha…

Anúncios

Atrocidades do mundo virtual

7 jun

Em dias em que Alexandre Pires é processado por sexismo enquanto o Pânico exibe mocinhas vestindo micro biquínis e fazendo provas de esforço físico (tipo revivendo a banheira do Gugu), todos os programas de domingo (e até de sábado) expõem dançarinas e assistentes de palco em roupas mais que apelativas, eis que euzinha me assusto com uma imagem compartilhada por vários, inclusive por mim, no facebook.

Na verdade não é a imagem em si que me assustou, mas os comentários (sim, fui boba o suficiente de ficar lendo os comentários – aliás não eram poucos – mas valeu como vivência antropológica).  A imagem era uma crítica sobre as fotos relacionadas à Marcha das Vadias que foram vetadas no facebook por conter conteúdo impróprio (S-E-I-O-S de uma protestante) comparando o nu de protesto e o nu do Carnaval (usando uma foto da Globeleza) e a aceitação deste tipo de imagem e repúdio do primeiro tipo. Os comentários em geral poderiam se encaixar em três grupos principais: 1- aqueles que falavam que é inaceitável esse tipo de imagem porque os seios eram caídos e feios, então não deveriam ser mostrados (eram seios normais de uma mulher negra – não que a raça em si faça alguma diferença, só a título de descrição); 2- os que falavam que era uma pouca vergonha esse tipo de mulher (vadias) saírem às ruas (não sendo informados o suficiente e nem  se preocupando em informar-se antes de criticar fervorosamente); 3- aqueles “ô lá em casa!” voltados para a Globeleza e de que o Carnaval sim que é uma real forma de expressão. Isso tudo incluindo xingamentos à mulher da imagem e aos 5% que comentaram tão chocados quanto eu.

Sei que o excesso de descrição não é confortável, mas é que não pude pegar um print porque, sim, a imagem foi vetada.

Eu fiquei extremamente chocada com a falta de informação de pessoas que têm acesso a internet e tempo livre suficiente para fazer comentários negativos, e, o mais pavoroso, a quantidade desse tipo comentário vindo de mulheres. E triste também ao perceber que meu choque era causado por exatamente aquilo que acuso os donos dos comentários: falta de informação. Senti-me tão fechada no meu mundinho de pessoas “normais”, que acho que esqueci que ainda há pessoas assim nesse mundo. Sabe quando você encara as coisas mais distantes como mitos (acredita, mas não pertence à sua época), e se assusta ao ver seu mito tornando-se real? Isso.

Na verdade faz alguns dias que isso aconteceu e no momento me conformei a só compartilhar a imagem e acrescentar a minha tristeza a ver aqueles comentários. Mas hoje, lembrei disso mais fortemente ao, vendo alguns blogs, cair no Escreva, Lola, Escreva, blog feminista que (olha a falta de informação aí gente!) eu não sabia que existia.

Para não alongar ainda mais o post, encerro por aqui, deixando a recomendação de que leiam o post da Lola que fala sobre este caso melhor que eu Aqui.

não fecha o desabafo, espalha por aí.

%d blogueiros gostam disto: