Tag Archives: Reticências

Alice e o caos reticente…

3 jul

A Falsa Tartaruga e o Grifo conversam, contam sobre uma dança estranha, uma quadrilha.

Não, não é festa junina, mas você vai precisar de um par.

Escolha uma lagosta, a que lhe parecer mais simpática, a mais vermelha, a mais radiante.

Escolha, e venha juntar-se a dança!

Um versinho simples, rápido, apenas para introduzir o universo de L.C (seria Alice se pronunciarmos as consoantes em inglês?), para adentrar as maravilhas de Lewis Carroll.

Seu livro mais conhecido, Alice no País das Maravilhas, que encanta adultos e crianças, já serviu de inspiração para outros livros, filmes homônimos, músicas e poesias. O livro fascina pela sensação de caos enigmático, quase fazendo algum sentindo, que ele passa ao fim de cada página. Você quer descobrir, entender, fazer parte daqueles códigos internos, daquelas frases soltas, e quem sabe… assim, como não quer nada, dar uma espiadinha em uma estrutura diferente, uma fuga inconsequente do caos urbano que toma-se com leite todos os dias de manhã.

Embarcando nessas sensações e não podendo repelir o caos urbano é que, em parceria com a Loja Reticências, criamos um vídeo de divulgação das peças que já estão na loja online. Nossa Alice é morena, como a que inspirou o livro, voluntariosa e facilmente adaptável às transformações, como a urbadnidade nos força a ser.

O vídeo é um stop motion com várias referências escondidinhas, como no livro. A música que embala este mergulho reticente é do Franz Ferdinand, chama The Lobster Quadrille ou A dança da lagosta, e faz parte da trilha sonora do Alice no País das Maravilhas dirigido pelo Tim Burton.

E olha só que legal: a loja está com um desconto de 10% para quem acessar o blog e pegar o código promocional! Acessa lá! É só clicar AQUI.

E, claro, para quem quiser ler mais sobre as possibilidades de interpretação de Alice no País das Maravilhas, recomendo este artigo AQUI da Bia Senday.

Com vocês… o vídeo:

fecha o caos.

Além das paredes…

28 jun

Começou assim: era uma vez Jose Puig, um moço de Barcelona (Espanha), que cansou de enclausurar obras de arte e resolveu abrir suas gaiolas e deixá-las colorir livremente as ruas.

Pergunta-se: Era grafite?

Não! Era a Walking Gallery que nascia!

Começou há dois anos, como um passeio tímido, uma intervenção local; mas logo o slogan “no more walls” contaminou outras cidades. Atravessando o Atlântico, a Walking Gallery desembarcou aqui em sampa, no meio do nosso avesso, do avesso, do avesso, do avesso.

A primeira edição paulista foi dia 26 de maio, começando ali pelas bandas da Benedito Calixto.

E a segunda edição será este domingo, dia 1 de julho. O slogan foi adaptado e virou “Além das paredes” e, nesta edição, os artistas e as obras passearão pelo centro da cidade. Abaixo, a descrição do evento no facebook (que pode ser visto AQUI), com (até agora) 100 confirmações.

“Após o sucesso da estréia na cidade de São Paulo (representando o Brasil) o movimento de arte internacional Walking Gallery, se prepara para a sua segunda edição.
Desta vez os artistas farão um passeio em grupo pelas calçadas, bares e cafés do BAIXO CENTRO DE SÃO PAULO. Como sempre, a ideia é que cada um pendure uma obra de arte no próprio corpo para formarmos uma galeria de arte ambulante que ocupará vários espaços da cidade a partir do ponto de encontro pré-definido.
A data coincide com a da Festa Junina do Baixo Centro no minhocão. Portanto, é imperativo encerrarmos nosso passeio com bolo de milho e quentão!
A cada edição uma região diferente.
Esperamos que isto seja só um começo de uma série de galerias de arte ambulantes por Sampa e pelo Brasil afora.
O Ponto de encontro será na Praça Don José Gaspar, 42 ( Na frente do Pari Bar).”

Como hoje em dia é muito dificil definir qualquer coisa (que dirá arte), pedi algumas informações extras. a organizadora do evento no facebook gentilmente me informou que “O evento é aberto para qualquer artista visual da cidade de São Paulo, ou seja, pode-se exibir pintura, gravura, desenho, colagem, foto, etc. Todo tipo de ARTE ( não artesanato) q é possível expôr e carregar no próprio corpo.”

Considerando (de forma bem básica, rápida e prática) que a principal distinção entre arte e artesanato seja a função social e de expressão que a arte tem, contra o caráter mais utilitário do artesanato; o Não Identificados, em parceria com a Reticências…, vai participar, yey! Exibiremos a camiseta de galaxy print já postada aqui, para incitar uma discussão futura sobre arte e moda e, claro, atentar para o caráter de expressão e comunicação social que principalmente as coisas que carregamos junto ao corpo (como a roupa) têm!

Ah! E, claro, fazer um post de como foi (incluindo a festa juniníssima do minhocão).

Pra quem ficou interessado mas quer só dar uma bisbilhotadinha nas obras, o roteiro vai ser este AQUI

fecha o correio elegante.

A VOLTA

30 maio

Alô Alô, testando! Olha! ainda funciona…

Os dias tornaram-se tumultuados, a vida social gritou e por fim me desliguei completamente da blogosfera. Até que… para minha surpresa (para noooossa alegria! #oldie), descobri que o blog estava tendo beeem mais acessos do que quando eu estava postando, além de receber várias visitinhas gringas (Alô Portugal!)!

Por isso, estamos de volta e a todo vapor!!!

Para começar esse retorno bem vou dar uma dica especial… a loja Reticências…

Estava eu com aquele comichão consumista, dominada pela imagem da coleção do Christian Louboutin de tênis com tachas, fotinho abaixo para dar mais água na boca:

Foi quando me deparei com a Reticências.

Até onde eu sei, eles estão começando, portanto no site ainda não tem muita coisa e acho que o facebook ainda não está ativo. Mas tudo isso foi compensado ao ver esse par de tênis iate mais do que especial!!! O desejo de tê-lo foi tão intenso que não suportei esperar os correios e pedi para retirar meu pedido. Eles foram super atenciosos e marcaram a retirada bem rapidinho!

Olha só como são lindos:

O tênis é maravilhoso, todo trabalhado na inspiração punk mas com toque de feminilidade traduzido no tamanho e na escolha do tipo de tacha. Conversei com eles e me disseram que também fazem por encomenda, se você quiser uma disposição especial das tachas!!!

Agora estou de olho no colarzinho de sal grosso lindo de viver, que certeza será a próxima aquisição!!!

O endereço da loja é lojareticencias.wordpress.com, e também existe a loja no tanlup.

Gostaram da recomendação? Tem alguma loja online com coisas diferentes que vocês recomendam? let me know!

Beijos e

fecha a sessão retorno

%d blogueiros gostam disto: